Qual fresa devo comprar?

Hoje vamos falar sobre uma dúvida muito comum entre quem está começando a produzir ou acabou de adquirir sua própria Router CNC! De onde devo comprar minha fresa?



Existem algumas poucas opções mais populares entre os usuários de Router CNC, como os fornecedores chineses, os fornecedores americanos, os brasileiros e os importadores brasileiros. Primeiro vamos entender as características de cada opção.


FRESAS AMERICANAS


Começando pela mais cara, as americanas normalmente possuem muita tecnologia aplicada, o que, logicamente, aumenta e muito o custo dos consumíveis importados de lá. Além da simples fabricação, eles também criam tecnologias, como o revestimento de cerâmica que, segundo os fornecedores, diminui o aumento de temperatura da fresa durante o corte, diminuindo assim seu desgaste a perda do fio, logo, a fresa dura cerca de 2 vezes e meia a vida de uma fresa comum, sem revestimento algum. Além do revestimento outro exemplo de tecnologia aplicada às fresas, são fresas que dificilmente encontramos fora dos Estados Unidos, como uma fresa que é utilizada para fazer rebaixos em metais. Dentro dela existe uma mola que faz com que, independentemente da irregularidade do metal, a pressão aplicada no material será sempre estável, ou seja, não haverá problemas com relação ao rebaixo estar maior em um canto e menor em outro, tudo será uniforme!


O ponto negativo da fresa importada dos Estados Unidos da América é o preço. Para adquirir uma fresa dessas é necessário desembolsar em torno de 400 ou 500 reais, variando as espessuras e também os tipos de fresas, mas de um modo geral são bem caras. Fora isso, ainda devemos lembrar a possibilidade de haverem taxas extras pela Receita Federal, o que encarece ainda mais o seu custo.


FRESAS CHINESAS

Já falando sobre as fresas chinesas, elas são simples de se entender. São fresas comuns, como as de topo reto, topo boleado e etc, todas feitas de forma padronizada e sem muita tecnologia associada, e por conta disso, o custo de uma fresa como essa é bem reduzido, passando dificilmente dos 110 reais. De um modo geral, resistem pouco e não costumam ter marcas gravadas em seu corpo, afinal, é um item de "baixa qualidade", porém, com o uso adequado e o bom senso, pode ser muito mais vantajoso investir em várias fresas chinesas devido ao seu baixo custo e a possibilidade de maiores trocas de fresas no spindle do que realmente investir 500 reais por fresa, para durar somente 2,5x mais que as comuns.


Como ponto negativo, as fresas chinesas costumam perder o fio com pouco tempo de uso e sofre um desgaste mais acelerado que a fresa americana, mas a relação do seu custo benefício ainda continua ótima, levando em conta a alta rotatividade desse consumível.


FRESAS BRASILEIRAS


Já aqui no Brasil, são poucas as empresas que realmente produzem as fresas. O que mais conseguimos encontrar, são distribuidores que importam as fresas chinesas por um preço mais barato e vendem por um preço mais alto, devido a possibilidade de em poucos dias já estar com a fresa nas mãos. Uma possibilidade é deixar como último caso a compra de fresas importadas por distribuidoras, ou seja, somente quando precisarmos para ontem do consumível. Enquanto pudermos esperar o maior tempo possível, é ideal a compra realmente de fora do país.


De um modo geral, nós aqui da PD Studio temos sim fresas americanas em estoque e apenas utilizamos para acabamentos especiais ou para projetos em que o acabamento deve ser realmente impecável, mas costumamos utilizar, para projetos do dia a dia, fresas chinesas que demoram um bom tempo para chegar, mas que nos oferecem um bom preço e por consequência o custo da nossa produção também cai. É importante ficar atento ao custo, pois isso não afeta apenas o seu custo, mas também o custo agregado dos seus produtos e hora/máquina.

Ficou com alguma dúvida o necessita de um orçamento?

Entre em contato pelo e-mail contato@pdstudio.com.br.

#cortealaser #guiadecortealaser #manualdecortealaser #laser #guia #manual #gravaçãoalaser #scanlaser #personalizaçãolaser

Posts recentes

Ver tudo