Conheça os materiais para corte router

Você conhece bem os materiais que podem ser trabalhados na Router? Sabe quais são mais fáceis? Quais tem mais dureza? Qual tem o melhor acabamento? Então saiba mais sobre os principais materiais diponíveis no mercado atualmente.



Quando falamos sobre corte Router, falamos sobre um processo de desgaste do material, e não um corte como uma serra normalmente faria. Por sua vez, temos sempre de analisar o material que iremos trabalhar e pensar como a Router vai se comportar diante da sua dureza, ou seja, em um corte de metal, o tempo levado para a realização do corte, seria bem maior que um corte em MDF ou compensado. Existem formas também de agilizar ou tornar o processo de corte menos complexo para a máquina e menos "estressante" para o material, porém essa relação entre material e tempo de corte é algo super importante e que deve ser levado em conta em cada projeto.


Podemos de modo geral separar os materiais nas seguintes divisões:

- Madeiras

- Plásticos

- Metais não ferrosos

- Compostos


Madeiras



Nas madeiras, nós incluímos madeiras maciças, MDF, compensados e etc. Quando falamos sobre madeiras maciças, temos sempre que avaliar a dureza da fibra do material, subdividindo-as entre fibra mole, fibra média e fibra de alta dureza, ou seja, cada tipo de madeira maciça, também pode implicar em um corte mais demorado e mais complexo para a fresa da Router. Já no caso dos compensados, ao contrário do MDF, ainda mantém as fibras da madeira maciça, mas ainda assim, é mais maleável, porém, com uma maior resistência a esforços mecânicos, pesos, reforçando, se comparado com o MDF. O MDF por sua vez, é uma madeira super fácil de ser cortada, porém, ela é basicamente uma chapa feita com restos de madeira e cola, ou seja, ela já não aguenta tanto esforço quanto o compensado ou a madeira maciça, mas é um dos mais baratos materiais no mercado e dependendo do que está sendo projetado, o MDF pode ser o ideal quando entramos no assunto de custo benefício.


Plásticos



Dentro dos plásticos nós temos 2 principais materiais, o acrílico e o XPS. O acrílico, é um dos mais nobres plásticos que podemos encontrar no mercado atualmente, porém, ele é importado, devido à sua base de metacrilato, ou seja, ele é mais caro e acompanha muito o preço do dólar. Mas o acrílico tem seus diferenciais, como a possibilidade de realização de polimentos, sua rigidez, que o torna versátil a várias ocasiões, portanto pode ser utilizado em brinquedos, por exemplo, ou até mesmo em um box de banheiro, sem falar na sua grande variedade de colorações que também são mais um diferencial. Mas assim como encontramos o plástico nobre, no caso o acrílico, encontramos o material mais simples que é o XPS, que mais se parece com um isopor, ou seja, é mole o bastante para fornecer um corte rápido, porém mole o bastante para ter um acabamento cheio de imperfeições.


Metais


Os metais são materiais trabalhosos de serem cortados na Router, mas podem valer a pena. Muitas vezes, o corte pelo corte, acaba sendo um custo benefício não tão favorável, já que em vários momentos é necessário hidratar e resfriar a fresa e também o metal, gerando um trabalho extra e uma atenção redobrada. Mas quando trabalhamos com cortes e com relevos no metal, a Router é a máquina ideal para isso.



Como por exemplo o brasão que fizemos em alumínio e que necessitava de um desbaste com variações de altura, dando profundidade ao projeto e gerando os tais relevos citados anteriormente. Mas outros metais não ferrosos, podem ser ainda mais difíceis e demorados para serem cortados, como o cobre, o latão ou o estanho por exemplo, que são mais duros e mais pesados que o alumínio.


Compostos



O composto mais comum que vemos por aí e nem notamos qual material é, é o ACM, muito comum em fachadas, já que ele tem uma ótima combinação pensada para ser duradoura, onde o alumínio fornece a resistência e a durabilidade, fazendo com que o material possa ficar exposto por longos períodos sem amarelar ou desgastar, e o plástico que entrega o volume necessário para dar um pouco de profundidade ao projeto. Seu custo benefício por fim, é ótimo, já que corta rápido, é resistente e muito mais barato que uma peça inteiramente em alumínio. É interessante ficar de olho na espessura do material, que normalmente é encontrada em 3mm ou 4mm, e na logística, já que é comum serem vendidas chapas de 1 metro por 5 metros, então o modo como será transportado o material é um ponto importantíssimo para o projeto.


Quer saber mais sobre o mundo da produção digital? Siga-nos no Instagram e fique pode dentro de tudo o que rolar aqui na PD Studio! @pdstudio.com.br

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Inscreva-se
Receba todas as novidades e promoções

CONTATO

contato@pdstudio.com.br

R. França Pinto, 83, Vila Mariana, São Paulo, SP

+55 11 5083 2808

Segunda a Sexta 9h - 18h

  • Instagram
  • YouTube

SERVIÇOS

TRABALHOS

© 2020 - PD Studio Arquitetura & Design LTDA - CNPJ: 29.800.301/0001-81